Como começar a investir em imóveis

Como começar a investir em imóveis

O mercado imobiliário é uma das modalidades de investimento mais seguras e rentáveis que existem, principalmente para quem pensa em ter alta lucratividade e uma renda constante nos médios e longo prazos. E ele oferece oportunidades para pequenos, médios e grandes investidores. Se você tem interesse em participar deste excelente negócio, vamos explicar nesse artigo como começar a investir em imóveis.

Porque imóveis são um bom negócio

O que define um bom negócio é ele estar conectado à resolução de uma necessidade das pessoas, resolver um problema que elas tem! E que elas estejam dispostas a pagar por essa resolução.

Imóveis são um bom investimento porque, desde uma das necessidades mais básicas de um ser humano, como um abrigo, que só perde para alimentação, até um local para trabalhar, se divertir, produzir, armazenar, estudar, ou qualquer outra atividade que façamos, ela precisa de um espaço físico, que é fornecido por um imóvel.

Obviamente, essa descrição é muito ampla, mas o fato é que imóveis são bens finitos, e que sempre serão necessários, não importa o quanto a tecnologia avance e o modo de viver das pessoas mude.

O que é necessário para saber como começar a investir em imóveis é quais são os tipos de imóveis disponíveis no mercado e, como fatores como a localização afetam o tipo de investimento, quanto é necessário investir, e quais são as melhores formas de se fazer isso.

A influência da Localização

A localização é um dos fatores mais importantes quando se fala em investir em imóveis!

Independentemente das características de um imóvel, comercial, residencial, industrial, logístico ou outro, o que vai influir mais no seu valor é onde ele fica, e como essa localização facilita, ou dificulta, a vida de quem vai utilizá-lo, para o fim a que ele se destina, o que inclui as características dos imóveis em volta, o entorno, e a infraestrutura de que a região dispõe, como saneamento, transporte, iluminação, serviços, e uma série de outros.

E, para quem está pensando em como começar a investir em imóveis, é importante considerar o quanto ele pode se valorizar, ou seja, o que vai acontecer, ou já está acontecendo em uma determinada região, que pode torná-la mais atrativa, e consequentemente, mais valorizada, para pessoas que fazem parte do público-alvo para quem o empreendimento imobiliário foi ou está sendo desenvolvido. qua

Opções para começar a investir em imóveis

Para começar a investir em imóveis, é necessário saber, além da localização, o tipo do imóvel em que se pretende investir, o valor que pretende aportar, a finalidade, ou seja, se pretende revender, ou construir patrimônio e receber renda de alugueis, e a modalidade do investimento.

Tipo de imóvel

Entre os tipos de imóveis disponíveis para começar a investir, os mais comuns são os residenciais, comerciais ou industriais.

Residenciais

Os residenciais podem ser casas ou apartamentos, incluindo os que estão nas boas localizações das principais cidades, ou no litoral ou interior, voltados para o lazer e qualidade de vida.

Comerciais

Os comerciais podem ser escritórios, consultórios ou lojas, com metragens variadas, e configurações que variam de acordo com o perfil dos usuários finais. Profissionais liberais ou pequenas empresas muitas vezes escolhem as salas comerciais, enquanto profissionais de saúde, como médicos e dentistas, escolhem consultórios, muitas vezes localizados em empreendimentos especialmente destinados a esse fim.

Já as empresas maiores precisam de espaços maiores, escolhendo edifícios inteiros ou vários andares, ou metade deles, de modernos edifícios comerciais, as chamadas lajes, ou meias lajes.

Industriais

Imóveis industriais são aqueles, como o próprio nome diz, destinados à implantação de indústrias, depósitos ou centros de distribuição. Geralmente são galpões com grande área e pé direito elevado, e localizados em lugares onde a logística é favorável.

Nas grandes cidades, como São Paulo, décadas atrás, muitas vezes na primeira metade do século passado, os imóveis industriais se instalaram em regiões que hoje são mais centrais, e hoje são até históricos, como por exemplo, o entorno do Mercado da Cantareira.

Hoje, entretanto, essas regiões estão sendo remodeladas e os imóveis industriais dando lugar a novos imóveis residenciais e comerciais, e os imóveis industriais estão em grandes condomínios industriais em locais onde a logística seja vantajosa, como as proximidades do Rodoanel Mário Covas.

Em qual tipo de imóvel investir

Imóveis são como qualquer outro tipo de bem, eles são destinados a um público específico. Quanto mais imóveis de um determinado tipo existem em uma região, mais competição existe, e menos espaço para aumentar aluguéis.

Então, quem está pensando em como começar a investir em imóveis deve observar qual a oferta que existe na região, para ver a competição para ter um maior retorno com aluguéis ou eventuais revendas.

Imóveis diferenciados valem mais

Mas o que o investidor do mercado imobiliário precisa entender é que existem diferenças entre os produtos. Por mais que se saiba que certa região tem um metro quadrado mais valorizado, imóveis são construídos para pessoas, com gostos e necessidades específicas, que moram e trabalham em apartamentos, casas, studios ou escritórios, não em “metros quadrados”.

Existem fatores que valorizam um imóvel que são facilmente perceptíveis, como uma área comum com mais opções de lazer, segurança e conveniência.

Outros pedem um olhar mais apurado, como uma planta inteligente, que privilegie circulação, iluminação e ventilação, um projeto de arquitetura criado por um profissional renomado, que crie uma identidade visual única para a edificação, tornando-a reconhecível na paisagem.

Finalmente, existem aqueles fatores que são quase “invisíveis”, como uma melhor qualidade de engenharia, que sustenta a construção em vigas e colunas, não necessitando de paredes estruturais, permitindo a quem comprou o imóvel deixa-lo totalmente de acordo com o seu gosto, eliminando algumas paredes, entre outros detalhes.

Finalmente, temos o tipo dos materiais que foram usados no acabamento, que podem conferir maior “nobreza” e valor aos imóveis.

Dica final para começar a investir em imóveis

O investidor em imóveis não tem que focar em um tipo de empreendimento apenas. O ideal é que esteja pulverizado, para mitigar riscos e aumentar sua performance nos rendimentos e há oportunidades para todos os estágios e níveis, ou seja, para todos os bolsos e em diversos formatos.

Se você está começando sua carreira de investidor do mercado imobiliário, inicie com algo pontual, que possa discorrer muito com o incorporador sobre as possibilidades do negócio, para que você se sinta confortável e seguro. Produtos menores em tamanho, menos robustos em investimentos e bem localizados, com alto valor agregado de venda, são excelentes escolhas.